1981: Grupo escolar para cidades de médio e grande porte

 

 

 

Arquitetos: Sylvio E. de Podestá, Éolo Maia e Jô Vasconcellos
Projeto: 1981

{gallery}projetos/institucionais/cidades{/gallery}

GRUPO ESCOLAR PARA CIDADES DE MÉDIO E GRANDE PORTE

Uma proposta bastante simples de um prédio grupo/escola que se incorpora no dia a dia da comunidade como um equipamento social, cívico e esportivo. Não existe hora ociosa, não se apaga a luz, não se fecham as portas. É dinâmico, diurno e noturno, para dias de festa, feriados e domingos. Sempre aberto, participa das campanhas de vacinação, eleições democráticas, sopa na madrugada, aulas profissionalizantes.

Com crescimento previsto de 8 a 16 salas, não se atém apenas a letra “H” como o exemplo desenhado, permite a “letra” que o terreno exige. Sugestões: A, B, C, D… X, Y ou Z. Sua estrutura modulada (6x6m) pode ser em concreto pré-moldado ou perfis metálicos, com ligações ortogonais simples e rápidas. Lajes estrudadas de 6×0, 5×0, 15m vencem os vão previstos e, para o pátio/quadra coberta, telhas metálicas autoportantes.

Esta escola é uma espécie de precursora dos Cieps, Ciacs, Neecs, etc., mais bonita, talvez.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *